Basílica

22.06
Vaticano concede título de Basílica Menor à Igreja Santuário de São Miguel Arcanjo
Vaticano concede título de Basílica Menor à Igreja Santuário de São Miguel Arcanjo

Os sinos badalaram no início da tarde desta quinta-feira (21/06) no Santuário São Miguel Arcanjo. É a chegada de uma boa nova para os fiéis são miguelenses e de toda a diocese de Itapetininga. O Vaticano concedeu o título de Basílica Menor ao Santuário! O pároco e reitor, Pe. Márcio Almeida, em uma transmissão ao vivo em seu perfil pessoal no facebook, anunciou a notícia aos fieis. “Hoje para nós é um dia de imensa alegria”, exclama.

No dia 25 de maio, o Cardeal Robert Sarah, prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina Sacramental, assinou o decreto de concessão do título de Basílica Menor à Igreja Santuário de São Miguel Arcanjo. O decreto chegou hoje nesta diocese e foi encaminhado ao Pe. Márcio. A carta assinada pelo Cardeal (na imagem abaixo), anexa ao decreto, diz:

“A concessão deste título a esta importante Igreja, intensificando o vínculo com esta Igreja Particular e a Igreja de Roma, é um incentivo a promover a sua exemplaridade como verdadeiro centro de ação litúrgica e pastoral da diocese”.

A Missa de Instalação de Basílica Menor acontecerá no dia 1º de setembro (sábado), às 15h, e será presidida por Dom Gorgônio.

Pedido do título

De acordo com Pe. Márcio, o pedido de Concessão do Título foi enviado pelo bispo diocesano, D. Gorgônio, em 2 de janeiro deste ano ao Vaticano. Na resposta, a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina Sacramental solicitou que se respondesse a um minucioso questionário para avaliar se o Santuário atendia aos critérios necessários para ser elevada à Basílica Menor. O reitor conta que entre os documentos, estão: medidas do prédio, fotos, vídeos, documentos de comprovação, entre outros dados.

Tudo isto, continua, foi entregue pelo Pe. Márcio no último dia 20 de abril em audiência para o Monsenhor Aurélio Garcia, assessor do Cardeal Robert Sarah, na Congregação responsável.

O que muda?

O reitor explica que a Basílica Menor é uma Igreja Papal, uma extensão do Vaticano, e torna-se uma Igreja que oferece graças especiais, que somente estas podem oferecer aos fieis. Conforme o decreto “Domus Ecclesiae”, os fieis que visitam uma Basílica podem obter a Indulgência Plenária, observando as condições habituais (confissão sacramental, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Santo Padre), em datas especiais, como:

– No dia do aniversário da dedicação da Basílica (1º de setembro);

– No dia da celebração litúrgica do patrono (29 de setembro);

– Na solenidade dos Santos Pedro e Paulo apóstolos (29 de junho);

– No dia do aniversário da concessão do título de Basílica (25 de maio);

– Uma vez ao ano no dia estabelecido pelo Ordinário local;

– Uma vez ao ano no dia livremente escolhido pelo fiel.

No templo, estarão também dispostos quatro sinais visíveis que distinguem uma Basílica: o Brasão do Vaticano na cadeira do presidente; a Umbela (o guarda-chuva com as cores do Vaticano e os brasões do Papa, do Bispo diocesano, da Basílica, do reitor e da cidade) usado em procissões de rua; o Tintinabulo (brasão do vaticano com um sino) e a Virga Rubra – (que acompanha as procissões dando o compasso).

Confira o decreto assinado pelo Cardeal Robert Sarah:

Fonte: Diocese de Itapetininga

Informativos