Basílica

26.09
Dom Darci Nicioli celebra sexto dia da novena a São Miguel Arcanjo
Dom Darci Nicioli celebra sexto dia da novena a São Miguel Arcanjo

A Basílica de São Miguel Arcanjo celebrou mais um dia de novena em honra e glória ao padroeiro da cidade de São Miguel Arcanjo, nesta terça-feira (25). A celebração contou com a presença do Arcebispo de Diamantina/MG, Dom Darci Nicioli, da comunidade local, visitantes e membros importantes da Basílica e Arquidioceses da região.

A quaresma de São Miguel Arcanjo deu início ao momento de oração, rezando pelas intenções do Papa Francisco, pelo clero e, principalmente, pelos doentes. Ainda na ocasião, os participantes partilharam bênçãos e graças recebidas por intercessão do santo.

Além da presença de Dom Darci, o 6º dia da novena contou com a presença do reitor do Santuário do Senhor Bom Jesus de Iguape, Padre Omir Oliveira, do reitor da Basílica Santuário São Miguel Arcanjo, Márcio Almeida, do Vigário paroquial da Basílica de São Miguel, Diogo Fogaça,  e dos Diáconos da Basílica de São Miguel Arcanjo, José Antônio, Nilton de Almeida, Paulo Luche, Dirceu da Silva e Nelson de Almeida.

No início da celebração, o reitor padre Márcio Almeida deu as boas-vindas ao Dom Darci e à comunidade presente. O bispo retribuiu falando sobre a fervorosa acolhida da Igreja. “Povo que segue os preceitos do Senhor tem alegria em ter como patrono, o Defensor e Guerreiro de Deus.”, disse.

Durante a homília, Dom Darci refletiu sobre a herança de fé que os antepassados deixaram a sociedade e sobre a confiança nos mensageiros de Deus que intercede pelos cristãos. Ele ainda afirmou que nenhum leigo sairá da novena como chegou. “Algo de especial precisa acontecer no nosso coração. Devemos prestar contas de nossa vida. De um lado da balança colocamos nossas misérias e nossos pecados, do outro, precisamos contra ceder o peso. Então aproveitemos esse tempo de novena praticando a fé que se faz em obras”, motivou o Arcebispo de Diamantina.

Darci ainda continuou enfatizando aos devotos a importância de levar a vida como uma balança, para que nada pese apenas de um lado. “A vida é o palco de nossas realizações, tire o ódio do coração e o rancor que pesa na balança, porque o que somente valerá será o bem que fizermos. Aproveite o tempo da novena para que Deus possa trabalhar no nosso coração, e tão perigosas são as inequidades que nos matam. Esse não é o caminho, Deus nos livre da inequidade!” acrescentou o bispo.

Ao finalizar da sua reflexão, Dom Darci deixou uma mensagem de força ao dia a dia dos trabalhadores. “Acolhamos, com generosidade, a Palavra e permitamos que, rezada neste lindo Templo, seja força para vivermos na família, no trabalho, onde estivermos. Se Deus é por nós quem será contra nós”, concluiu.

No final da celebração, o reitor da Basílica São Miguel Arcanjo, padre Márcio, agradeceu os membros da Igreja que estavam presentes e a toda a comunidade e visitantes que participam da festividade.

Crédito: Laura Ferraz e Ingrid Monteiro/Amex

Informativos