Santuário

11.04
Episcopado brasileiro inicia 56ª Assembleia Geral da CNBB
Episcopado brasileiro inicia 56ª Assembleia Geral da CNBB

O episcopado brasileiro iniciou nesta quarta-feira, 11, a 56ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Durante o encontro, realizado no Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida/SP, os mais de 300 bispos, ativos e eméritos, discutirão diretrizes para a formação dos presbíteros na Igreja no Brasil.

Os bispos participaram da Missa de abertura, presidida pelo arcebispo metropolitano de Brasília e presidente da CNBB, cardeal Sérgio da Rocha. “Essa Celebração Eucarística é o primeiro ato da assembleia, é sinal, recordação de que a Eucaristia é sempre a fonte, o sustento da nossa vida, da nossa missão”, disse dom Sérgio durante a homilia.

A Celebração Eucarística foi seguida da cerimônia de abertura oficial, no auditório do Centro de Eventos ‘Padre Vítor Coelho de Almeida’ do Santuário Nacional de Aparecida.

Temáticas

O tema central da Assembleia é Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil. Além disso, a pauta do encontro inclui outros assuntos, como Texto sobre novas comunidades, Estatutos da CNBB, Pensando o Brasil: Estado laico, Ano do Laicato, Sínodo da Pan-Amazônia, Sínodo dos Jovens e indicações para as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil.

Em relação ao tema central, o presidente da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB, dom Darci Nicioli, observou que “o mundo é muito dinâmico, então exige-se novas orientativas para que a formação do clero não escape dos trilhos”.

“É uma riqueza imensa! Cada bispo traz sua realidade eclesial, sua igreja, com seu rosto próprio. É muito bonito, porque nos encontramos, nos fortalecemos e trocamos experiências, os desafios e também as vitórias uns dos outros. (…) É uma oportunidade de também rezarmos juntos”, disse ainda o presidente.

O arcebispo de Aparecida/SP, dom Orlando Brandes, também destacou a importância do tema. “Precisamos de vocações sadias, sábias, servidoras e santas”, declarou. Como representante da arquidiocese de Aparecida, ele expressou a alegria em receber os irmãos de episcopado e pediu orações aos fiéis para o sucesso do encontro. “Pedimos ao nosso povo (…) muita oração, pois se trata realmente de um pentecostes para toda a Igreja no Brasil”.

Programação

Todos os dias, exceto dia 15, os bispos participarão da Missa, das 7h30 às 8h45, no Altar Central do Santuário Nacional de Aparecida, com oração e cântico das Laudes.

Posteriormente, o episcopado se reúne no auditório do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida para as plenárias. Os trabalhos serão divididos em quatro sessões, sendo duas no período da manhã (9h15 às 12h45) e duas à tarde (15h40 às 19h30).

Também integram as atividades do dia as entrevistas coletivas, às 15h, na sala de imprensa do Centro de Eventos, com a presença de bispos designados pela presidência da Assembleia para exporem os temas trabalhados durantes as sessões matutinas.

Durante os trabalhos, haverá ainda a eleição dos delegados e suplentes para a XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, marcada para outubro deste ano, no Vaticano.

Nos dias 14 e 15 de abril, o episcopado participará de um retiro espiritual, conduzido pelo bispo prelado emérito de Marajó/PA, dom José Azcona Hermoso OAR. O retiro se concluirá com Missa no Santuário Nacional.

A cerimônia de encerramento da 56º Assembleia Geral da CNBB será realizada no dia 20 de abril, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida.

Fonte: Amex, com CNBB

Informativos